Ross e Rachel de Friends

Se você viveu em Marte nos últimos 23 anos é muito provável que não saiba quem são Ross e Rachel da série Friends, caso contrário você certamente sabe, ainda que apenas de relance, quem são eles. Contudo, quero que todos entendam meu ponto com este texto por isso vou explicar exatamente quem são eles. De maneira bastante resumida (bastante mesmo!), Ross e Rachel têm um relacionamento iô-iô que dura a série a toda até, literalmente, o último episódio quando eles ficam juntos de vez (a série acabou em 2004 então isso não pode ser considerado, nem de longe, um spoiler). 
Quando terminamos um relacionamento que estava minimamente bom e que as duas partes ainda se tratavam com certo carinho, respeito e admiração, em algum momento você vai refletir se realmente valeu a pena ter terminado - seja por carência, dia dos namorados chegando ou saudades, você vai se pegar pensando nisso. Não tem jeito. Só que se vocês ainda conversarem o sentimento vai ser muito mais forte e suas dúvidas serão ainda maiores. É normal.
É aquele tipo de coisa que não dá para entender muito porque acontece pois parece que não é tão fácil assim se desligar de uma pessoa que já significou tanto para você, ainda que seu cérebro saiba bem disso. Parece que a conexão entre vocês é tão grande que não vai se romper tão fácil, então você começa a se questionar se não tem um "motivo maior" que leva vocês a não deixarem de se falar totalmente. Você está tão obstinado em buscar uma explicação para o fato de vocês terem terminado, mas não deixarem de se falar que você simplesmente não entende que você está apenas apegado. Nem todo mundo que entra na nossa vida é para ficar.
Às vezes entramos em relacionamentos iô-iô, nos seus mais diferentes tipos porque nós achamos que a outra pessoa pode ser a pessoa certa - bem no estilo das comédias românticas que no fim as duas pessoas ficam juntas pois são destinadas uma para outra - apenas para não encarar a realidade porque não queremos entender que o relacionamento acabou e que o Ross e a Rachel são apenas ficção.
Não sou tão pessimista a ponto de achar que coisas assim não acontecem na vida real, mas não podemos nos agarrar a isso cegamente para não encarar que o relacionamento chegou ao fim. Se no fim vocês tiverem que ficar juntos, se existir destino e o destino de um é ao lado do outro isso é ótimo, mas que seja uma agradável surpresa e não uma maneira de fugir da realidade. 

Você já esteve em uma situação assim?
Beijos
S.S Sarfati

Deixe um comentário