Se tem algo que faz diferença nas relações interpessoais hoje em dia são os likes que uma pessoa tem.  Seja no Instagram, no Facebook, no Twitter, mas quanto mais likes você tiver por aí mais importante e relevante socialmente você é. Não é atoa que 2017 tem sido o ano dos influenciadores digitais com seus milhares de seguidores. Contudo é relevante questionarmos até que ponto os likes que recebemos estão se tornando uma das maiores motivações para se viver.
Em grupos focados na blogosfera e em Instagram é muito comum ver gente simplesmente pedindo likes nas suas fotos e páginas usando como argumento que retribui as curtidas, ou seja, o que importa não é o bom conteúdo e o orgulho que a pessoa sente do que faz online, mas sim quantas pessoas aparentemente gostam do conteúdo dessa pessoa só que é tudo mentira porque é troca de curtidas.
Claro que é legal quando alguém de fato gosta da sua publicação ela dar um like até mesmo para você, caso produza conteúdo para internet, ter noção do que as pessoas gostam, mas ganhar likes não deve ser sua prioridade. É loucura mudar seu conteúdo simplesmente porque não ganha tantos likes  quanto gostaria. As pessoas deixam de fazer o que amam porque amor não traz consigo milhares de likes.
Existe mais ou menos um padrão do que gera mais likes nas mídias sociais e como a maioria das pessoas tem essa necessidade absurda por atenção em forma de likes elas se forçam para caber em um padrão que não tem nada haver com elas e no fim das contas elas só passam vergonha. É vergonhoso não ser você mesmo. A autenticidade não gera likes então isso é algo tão em baixa nas mídias sociais que quando estou em um feed no Instagram já não sei mais de quem é com raras excessões.
Ter muitos likes é algo legal, não vou ser hipócrita e dizer que não é, mas quando isso é feito de maneira natural e autentica. Hoje em dia tudo gira em torno do que dá mais likes e se você naturalmente tem muitos legais, nossa que legal, mas se não, não mude por isso. Você é mais do que sua quantidade de likes que você tem. Agora, se você é produtor de conteúdo e só foca em números, sinto muito, mas você é só mais um. Lide com isso.

Beijos
S.S Sarfati

UM COMENTÁRIO ❤

  1. Verdade. Li o post sobre compra de seguidores e cheguei aqui...
    Sigo algumas pessoas "famosinhas" no Instagram e ao assistir aos stories delas, pasme, porque só ficam implorando curtidas, prometendo divulgar os 100 primeiros que curtiram, etc. Até penso que a pessoa possui algum desequilíbrio, sei lá. Qual o sentido disso? rsrs

    De fato, é muito legal ser reconhecido, mas sem precisar fazer loucuras por isso. Até porque, num mundo totalmente informatizado e em que todas as coisas tornaram-se banais (até mesmo passar em medicina hoje em dia é comum), não será o mais popular de fato, o mais interessante.

    ResponderExcluir